top of page
04 Banner Site ISA 1360x600 - 2.png

ISA 30 anos – por um Brasil socioambiental

RS54261_vtfn_002_026-lpr.jpg

O Instituto Socioambiental (ISA) reúne vídeos, artefatos artesanais e fotografias emblemáticas de sua atuação pelo país na sede do Museu A CASA do Objeto Brasileiro. 

 

São três décadas em defesa de um Brasil socioambiental, atuando pela garantia dos direitos de povos indígenas, quilombolas, ribeirinhos e comunidades tradicionais, pela proteção de seus territórios, pelo fortalecimento de suas culturas e saberes tradicionais e pelo desenvolvimento de suas economias.

 

Para tanto, o ISA promove em suas regiões de atuação - as bacias dos Rios Negro, Xingu e Ribeira de Iguape - uma relação “raiz-antena”. Em via de mão dupla, ela conecta as raízes, compostas por comunidades locais e territórios, com as antenas que orientam decisões políticas, principalmente na esfera nacional. 

 

Foto: Indígenas de diversos povos comemoram o resultado da votação do capítulo sobre seus direitos no primeiro turno na Constituinte. Congresso Nacional, Brasília, Distrito Federal. Crédito: Beto Ricardo / ISA.

 “A seleção curatorial priorizou fotografias documentais de todas as ações do instituto ao longo das três décadas, registradas por fotógrafos profissionais e antropólogos. Teremos objetos artesanais que fomentam economicamente essas comunidades, além de vários vídeos sobre os projetos já realizados”, afirma a curadora Rosely Nakagawa.  

A ideia é atingir e comover o público não especializado, tornando a mostra de fácil compreensão para quem ainda não conhece a organização. Responsável também pela expografia, Rosely optou por imprimir as imagens em tecidos de algodão opacos para facilitar o transporte das peças, pois, ao término do evento em São Paulo, a mostra percorrerá outras localidades, como Brasília, Rio de Janeiro e cidades onde o instituto tem escritório.

“Somos admiradores do instituto e abrigar essa exposição é uma honra para nós”, diz Renata Mellão, fundadora do Museu A CASA. “Nosso contato inicial com o ISA foi em 1999, ocasião em que o antropólogo Beto Ricardo deu uma palestra no museu. Essa é uma parceria antiga.”

As comemorações dos 30 anos incluem ainda um filme e um livro sobre a trajetória e o legado de Beto Ricardo, um dos protagonistas dessa construção.

Foto: Marco de bronze do Ministério da Justiça usado na demarcação física das terras indígenas da região do Rio Negro, o mais extenso e contínuo bloco de terras indígenas reconhecido oficialmente em faixa de fronteira na Amazônia brasileira. Crédito: Pedro Martinelli / ISA.

RS96214_Demarcacao_1995-lpr.jpg

Visitação

DE 22 DE JUNHO A 25 DE AGOSTO DE 2024

Espaço expositivo Museu A CASA

Av. Pedroso de Morais, 1216, Pinheiros • São Paulo, SP

 

Quinta a domingo • das 10h às 18h
Segunda e terça • fechado
 
Quarta-feira • grupos
Agendamento pelo e-mail

educativo@acasa.org.br

Entrada gratuita

museu_casa_selos_exposicoes_cor.png
bottom of page